Skip to content

A Fé e a Força da Mulher Imigrante

março 14, 2011

Por Márcia da Silva (The Winner Women Association)

Conta a história que tudo começou com um trágico evento envolvendo 129 mulheres num dia oito de março do passado   (1857? ou seria 1908?)- a data não se sabe ao certo … bem, essas mulheres trabalhavam numa fábrica de tecidos em Nova York, em péssimas  condições de trabalho e devido a esse fato, começou um incêndio que acabou matando  a todas .

 

Naquela época, elas já lutavam por uma melhor qualidade de vida para si próprias e suas famílias…

2011, Estados Unidos. Apesar de todas as dificuldades em relação aos imigrantes indocumentados e as consequencias da crise economica  continuarem a atingir o país, dentre outros problemas, milhares de mulheres brasileiras continuam sua busca incessante por uma melhor qualidade de vida para elas próprias e suas famílias… alguma coincidência?!

Tenho percebido, com o trabalho que desenvolvo junto às brasileiras aqui na América, que mesmo em época de crise, quando muitas resolvem retornar à Pátria Amada, e várias continuam aguardando o posicionamento dos governantes para decidir suas vidas, que a e a força são uma constante no dia a dia da grande maioria:

  • São mulheres, que devido à situação econômica de muitas empresas, vêem de um dia para o outro seus maridos desempregados e passam a ser a única fonte de renda da família; além da jornada dupla ou tripla ( trabalho, casa e estudo) que já fazia parte de suas vidas, se vêem obrigadas a partir para uma quarta jornada, que é a de ter um segundo emprego para não deixar faltar nada em casa.
  • São mulheres, que devido à vida que levam aqui na América,( onde somos  testadas todos os dias), e  a muitas outras questoes pessoais, se vêem de repente num processo de separação conjugal, vendo ruir a sua frente tudo aquilo que acreditavam ter construído tão bem! É um momento de muitos conflitos em relação aos filhos, ao cônjuge que está indo embora e a si próprias, pois daí para frente  o desafio que terão que enfrentar e o custo disso tudo caberá somente a elas.
  • São mulheres, que mesmo com pouco conhecimento de inglês, resolvem procurar um curso profissionalizante e a duras penas o concluem, visando um futuro melhor para elas e principalmente para a família que deixou no Brasil.
  • São mulheres, que estão enfrentando o fantasma de perder a casa onde vivem, conquistada a duras penas.
  • São mulheres que passam por problemas de saude e não tem recursos financeiros para  resolve-los.
  • São mulheres que vivenciam conflitos em relaçãoa educação de  seus filhos, já que precisam exercer o duplo papel – mãe e pai.

O Dia Internacional da Mulher tem como objetivo chamar a atenção para o papel que as mulheres desempenham na sociedade, como também para os preconceitos e limitações impostos até hoje a todas nós. Desde 1975 a Organização das Nações Unidas (ONU) oficializou o dia oito de março para essa celebração.

Nós, mulheres brasileiras imigrantes devemos eleger essa data para fazer um balanço de como anda a qualidade de vida que viemos buscar nessa terra tão distante. Feito isso, com muita e muita força poderemos aproveitar os 364 dias restantes, para seguir construindo a nossa felicidade.

A todas vocês, Vencedoras na América, meus parabéns e os votos de mais um ano de garra e muitas conquistas.

Spread The Love, Share Our Article

Related Posts

Comments

  1. Maria julho 12, 2012

    Márcia, adorei o site! Estou com saudades de suas palavras; volte a escrever! Beijos.

    • admin novembro 1, 2013

      Obrigado querida.

Trackbacks

There are no trackbacks on this entry.

Add a Comment

Required

Required

Optional